ALA e IICA lançam guia para promover o comércio de empresas avícolas da região

26/10/2022

Documento reúne informações sobre regulamentações nacionais e multilaterais relacionadas à avicultura, para fortalecer as exportações dos países das Américas

 

Ter documentos e regulamentações relevantes, de forma organizada e de fácil acesso, é essencial para promover o comércio internacional e a produção sustentável de aves em uma região tão heterogênea como as Américas.

Para atender a essa necessidade, por ser um setor fundamental para a segurança alimentar mundial, a Associação Latinoamericana de Avicultura (ALA) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) lançam o Guia para Identificação e Sistematização de Informações sobre Regras do Comércio de Aves, disponível no link https://online.fliphtml5.com/eebm/pvjw/

https://online.fliphtml5.com/eebm/lxyx/

Construído a partir de um acordo de cooperação mútua, o guia contém informações sobre as normas específicas da regulamentação nacional de produtos avícolas de cada país membro da ALA que, por sua vez, é membro do IICA.

Os países envolvidos são: Antigua y Barbuda, Argentina, Barbados, Belice, Bolivia, Brasil, Chile, Costa Rica, Ecuador, El Salvador, Guatemala, Guyana, Honduras, Jamaica, México, Nicaragua, Panamá, Paraguay, Perú, República Dominicana, San Vicente y las Granadinas, Surinam, Uruguay y Venezuela; é também Cuba.

Intuitivo, de fácil navegação, com linguagem simples e amigável, o manual inclui legislações e regulamentações nacionais específicas voltadas às agroindústrias do setor que buscam acessar o mercado internacional em seu planejamento estratégico.

Com conteúdo atual, resume as normas e as vincula às publicações originais dos órgãos reguladores de cada país por meio de links.

Daniel Rodríguez, gerente do Programa de Comércio Internacional e Integração Regional do IICA, destacou que a realização de iniciativas conjuntas com parceiros importantes como a ALA permite oferecer aos países informações técnicas especializadas para acessar os mercados internacionais.

“É extremamente importante que os exportadores conheçam as atuais regulamentações comerciais em nível multilateral em entidades como a OMC e com os principais parceiros comerciais, como Estados Unidos, China e União Européia”, disse.

“O futuro da alimentação mundial passa pela América Latina e Caribe e a indústria avícola deve estar preparada para este chamado. Nesse contexto, o manual tem um papel fundamental para tornar

fáceis e acessíveis as informações jurídicas que cada nação determina para uma empresa se tornar exportadora”, ressaltou a diretora da ALA, Juana Galván.

Além do novo manual, a ALA mantém informações estatísticas, sanitárias, de qualidade e de gestão em seu site http://www.avicolatina.com, úteis para produtores que desejam exportar.

Sobre a ALA

 Fundada em 1970, a Associação Latinoamericana de Avicultura (ALA) busca apoiar o desenvolvimento do setor avícola no continente. Entidade guarda-chuva do setor avícola na América Latina, reúne 21 associações de avicultura, ovos, genética e outras.

Mantém três institutos: o Instituto Técnico Científico (ITC), o Instituto Latino-Americano Ovo (ILH) e o Instituto Latino-Americano Frango (ILP), voltados ao desenvolvimento produtivo, técnico e de consumo de produtos no continente. A ALA também é mantenedora da OVUM, principal feira e congresso do setor avícola da América Latina.

Sobre o IICA

 É a organização internacional especializada em agricultura do Sistema Interamericano, cuja missão é estimular, promover e apoiar os esforços de seus 34 Estados membros para alcançar o desenvolvimento agrícola e o bem-estar rural por meio de uma excelente cooperação técnica internacional.

SUSTENTABILIDADE: ABPA lança guia com orientações sobre gestão de GEE

Leia Mais

Receita de exportações de ovos cresce 26,6% em outubro

Leia Mais

Conheça os projetos de apoio à exportação de proteínas brasileiras

Brazilian Pork Brazilian Chicken Brazilian Egg
WordPress Image Lightbox