Conselho Internacional da Avicultura libera posição de bem-estar animal

15/12/2020

Ontem (14), o Conselho Internacional de Avicultura (IPC, sigla em inglês) formalizou sua posição de Bem-Estar Animal.

Este grande resultado foi alcançado graças ao compromisso e colaboração dos membros do IPC ativos no Grupo de Trabalho sobre Saúde e Bem-Estar Animal e representa mais um passo importante em nível global.

Nossa Declaração de Posição de Bem-Estar Animal segue a Declaração de Posição e Princípios sobre Segurança Alimentar, a Declaração de Posição sobre Uso de Antimicrobianos e Princípios de Manejo Antimicrobiano e a Orientação de Melhores Práticas para reduzir a necessidade de antibióticos na produção de aves, esta última em colaboração com a OIE.

A posição do IPC sobre esta questão complexa e multifatorial reconhece as cinco liberdades como um elemento dominante, a necessidade de treinar funcionários que trabalham diretamente com os animais, o desenvolvimento de sistemas de produção que melhoram o Bem-Estar Animal e a integração dos princípios do bem-estar animal na cultura do setor avícola.

Grande atenção foi dada às normas de bem-estar animal, bem como à vinculação entre a postura de Bem-Estar Animal e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, que por sua vez são objeto da Declaração de São Paulo, assinada pelo IPC e pela FAO.

Com o lançamento desta declaração de Posição de Bem-Estar Animal, o IPC continua a promover a importância da saúde e bem-estar das aves como uma parte essencial da produção avícola global sustentável e uma cadeia de fornecimento proativa de aves.

Sobre IPC – Fundado em 7 de outubro de 2005 na cidade de Colônia, Alemanha, o International Poultry Council (IPC) é a associação global de produtores de carne de aves. A missão do IPC é fortalecer as comunicações entre países, desenvolver e implementar políticas para organizações internacionais que afetam a indústria avícola mundial e promover um entendimento comum e confiança nos produtos avícolas no mundo. O IPC tem atualmente 31 países membros e mais de 53 membros associados, representando 88% da produção global de carne de aves e quase 95% do comércio global de carne de aves. Organizações internacionais como OIE, FAO e Codex Alimentarius Commission reconhecem oficialmente o IPC como a associação global que representa o setor avícola.

 

Conselho Internacional de Avicultura

Posição de Bem-Estar Animal

O International Poultry Council (IPC) desenvolve políticas e aborda preocupações comuns para promover os interesses de longo prazo e a sustentabilidade do setor global de carne de aves. O IPC é formalmente reconhecido como a organização representativa da indústria global de carne de aves pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), Organização para Alimentos e Agricultura (FAO) e Codex Alimentarius. De acordo com um Memorando de Entendimento, a OIE e o IPC consultam sobre assuntos de interesse comum, incluindo saúde e bem-estar animal.

Este documento resume a posição do IPC sobre os principais elementos de bem-estar animal.

 

Bem-estar no contexto

  • O IPC reconhece que o bem-estar animal é complexo e multifatorial, envolvendo dimensões científicas, éticas, econômicas, culturais, sociais e religiosas.

 

As necessidades do animal

  • O IPC concorda que, de acordo com as cinco liberdades internacionalmente aceitas e os objetivos de bem-estar animal, as aves devem receber água potável, alimentação adequada, manejo adequado, cuidados de saúde e ambientes adequados às necessidades e uso de suas espécies, e devem ser cuidados de maneiras que previnam e minimizem o medo, a dor, a angústia e o sofrimento.
  • O IPC apoia o treinamento de bem-estar para todos os funcionários que trabalham diretamente com aves vivas ou que gerenciam aqueles que trabalham diretamente com aves vivas. O treinamento regular e apropriado de bem-estar deve fornecer conhecimento das necessidades comportamentais, biológicas e de bem-estar das aves. O treinamento também deve abranger habilidades práticas de gerenciamento, técnicas de manejo humanitário e uma compreensão dos procedimentos de biossegurança que salvaguardam a saúde das aves.
  • O IPC apoia o desenvolvimento de sistemas de produção que melhoram o bem-estar animal e onde aspectos ambientais, econômicos e de sustentabilidade do sistema também são considerados em conjunto com elementos de bem-estar animal.
  • O IPC apoia a integração dos princípios de bem-estar animal à cultura empresarial de empresas em toda a cadeia de fornecimento de aves. As empresas e organizações membros do IPC estão defendendo programas que melhoram os resultados do bem-estar das aves e aumentam a transparência sobre os cuidados com as aves e as práticas de produção.

 

Padrões internacionais

  • O IPC apoia programas de bem-estar de aves com base em resultados e endossa o compromisso do setor de carne de aves e outras partes interessadas em implementar medidas de bem-estar animal baseadas em resultados em todos os estágios de produção, transporte e abate. O IPC fornece conhecimento e experiência da indústria avícola para discussões com várias partes interessadas sobre o desenvolvimento de políticas de bem-estar animal, especialmente sob os auspícios da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).
  • O IPC apoia o papel da OIE e seu mandato de definir e promover a adoção de padrões internacionais de saúde e bem-estar animal, reconhece a importância desses padrões na condução do comércio internacional seguro de animais e produtos animais, e sua relevância para o Organização Mundial do Comércio (OMC).
  • O IPC apoia padrões de bem-estar animal internacionalmente alinhados com base científica que são específicos para a espécie, com base nos resultados de bem-estar para o animal, e são atualizados regularmente para refletir novos conhecimentos científicos e experiência profissional do setor.
  • O IPC incentiva o diálogo e a colaboração na definição de padrões baseados em resultados e medidas apropriadas. O estabelecimento de padrões com base em resultados é fortalecido pelo envolvimento de amplos interesses das partes interessadas e especialistas nos setores público e privado, incluindo criação e criação de animais, que se concentram na melhoria contínua e incremental dos resultados de saúde e bem-estar das aves.

 

Garantia de alinhamento

  • O IPC incentiva a evolução dos esquemas privados de garantia do bem-estar animal em direção a padrões baseados em resultados que se alinham com os padrões internacionais da OIE e que são práticos e aplicáveis ​​para o setor de carne de aves e reguladores e são claros e transparentes para os consumidores. Um maior alinhamento dos esquemas e regulamentos de garantia do bem-estar aos padrões e medidas reconhecidas nos padrões internacionais da OIE traria maior clareza a todas as partes interessadas.

 

Desenvolvimento sustentável

Esses elementos-chave de bem-estar sustentam o compromisso do IPC com o desenvolvimento sustentável do setor. O IPC está se concentrando nos seguintes cinco Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS):

  • Fome zero (ODS 2) – compartilhar boas práticas, alcançar a segurança alimentar e promover a produção sustentável;
  • Boa saúde e bem-estar (ODS 3) – promovendo a avicultura como uma escolha saudável e compartilhando boas práticas de manejo e fabricação;
  • Educação de qualidade (ODS 4) – capacitação para garantir que a educação seja fornecida ao pessoal para garantir que as aves sejam criadas de maneira sustentável;
  • Indústria, inovação e infraestrutura (ODS 9) – Construir uma infraestrutura resiliente e uma cadeia de abastecimento global que apoie a industrialização inovadora e sustentável;
  • Ação climática (ODS 13) – redução de gases de efeito estufa e desperdício por meio de maior eficiência e produtividade.

Exportações de carne suína confirmam recorde em 2020

Leia Mais

MANIFESTO CONTRA O AUMENTO DE IMPOSTOS NO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia Mais

Conheça os projetos de apoio à exportação de proteínas brasileiras

Brazilian Pork Brazilian Chicken Brazilian Egg
WordPress Image Lightbox