Exportações de ovos em fevereiro dão lugar a demanda interna

06/03/2020

Consumo da proteína segue em alta no Brasil e reduz exportações do primeiro bimestre do ano

As exportações brasileiras de ovos (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 446 toneladas em fevereiro, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).  O número é 67,7% inferior ao registrado no mesmo período de 2019, quando foram embarcadas 1,38 mil toneladas.

No mesmo período comparativo, o saldo das exportações totalizou US$ 769 mil, número 54,2% menor que o obtido no segundo mês do ano passado, com US$ 1,681 milhão.

No acumulado do ano, as exportações de ovos chegaram a 1,26 mil toneladas, volume 57,2% menor em relação ao alcançado no primeiro bimestre de 2019, com total de 2,96 mil toneladas.   As vendas do período geraram receita de US$ 1,63 milhão, saldo 51,1% inferior ao registrado nos dois primeiros meses de 2019, com US$ 3,34 milhões.

“O mercado interno segue absorvendo praticamente toda a produção, o que reflete em menor volume exportado em relação ao obtido em 2019”, analisa o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin.

Entre os principais destinos das exportações brasileiras, o bloco dos Emirados Árabes importou 159 toneladas em fevereiro e um saldo de US$ 162 mil. Outros destinos da Ásia, como Arábia Saudita com 64 toneladas, Tailândia com importação de 55 toneladas e Japão, 22 toneladas, contribuíram para as vendas no período.

Simpósio Facta aborda produção sem antimic. melhoradores de desempenho

Leia Mais

Exportações de carne suína alcançam 89,3 mil toneladas em maio

Leia Mais

Conheça os projetos de apoio à exportação de proteínas brasileiras

Brazilian Pork Brazilian Chicken Brazilian Egg
WordPress Image Lightbox