Novas habilitações devem impulsionar vendas à China

09/09/2019

São Paulo, 09 de setembro de 2019 – A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) recebeu com otimismo a informação sobre a habilitação de novas plantas de aves de suínos para exportações à China.  A lista com as unidades produtoras foi publicada hoje, pelo Governo Chinês.

Conforme a publicação, seis plantas de aves e uma planta de suíno estão entre as novas habilitadas.  Com isto, o Brasil passa a contar com 43 unidades produtoras de carne de frango e 11 unidades de carne suína autorizadas a exportar para a China.

Outra novidade é a autorização dos embarques de cortes suínos com osso provenientes de outros estados, além de Santa Catarina – antes, apenas as plantas catarinenses podiam embarcar estes produtos para o mercado chinês.

“As habilitações coroam o trabalho executado para as inspeções das unidades, com a inédita adoção da transmissão on line, coordenado pelo Ministério da Agricultura e pela ABPA, juntamente com as empresas do setor.   A liderança da Ministra Tereza Cristina durante todo o processo, desde a missão realizada à China, até as incontáveis tratativas junto às autoridades sanitárias daquele país, foi determinante para as novas autorizações”, ressalta Francisco Turra, presidente da ABPA.

A China é o principal destino das exportações de aves e de suínos do Brasil.  Entre janeiro e agosto, o país asiático importou 348,2 mil toneladas de carne de frango (volume 19% superior ao registrado no mesmo período do ano passado) e 133,5 mil toneladas de carne suína (+31%, segundo a mesma comparação).

ABPA promove curso sobre Uso Sustentável da Água

Leia Mais

ABPA prorroga prazo para submissão de trabalhos no Mérito de Pesquisa Aplicável

Leia Mais

Conheça os projetos de apoio à exportação de proteínas brasileiras

Brazilian Pork Brazilian Chicken Brazilian Egg
WordPress Image Lightbox