Exportações de ovos mantém alta de 142,5% no 1°Tri

15/04/2021

Embarques do setor crescem de 106,8% em março

As exportações brasileiras de ovos (considerando in natura e processados) mantiveram ritmo fortemente positivo no fechamento do primeiro trimestre, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O volume exportado no período alcançou 3,773 mil toneladas, número 142,5% maior que o obtido no mesmo período de 2020, quando foram exportadas 1,556 mil toneladas.

A receita acumulada com os embarques do setor alcançou US$ 5,01 milhões, número 154,3% maior que o obtido no primeiro trimestre de 2020, com US$ 2 milhões.

Considerando apenas o mês de março, as vendas do setor alcançaram 596 toneladas, número 106,8% maior que o registrado no mesmo período de 2020, quando foram embarcadas 288 toneladas. O saldo das vendas chegou a US$ 971 mil, resultado 160,5% maior que o efetivado em março do ano passado, com US$ 373 mil.

Os Emirados Árabes Unidos foram o principal destino das exportações, com 72,9% do total embarcado pelo Brasil no primeiro trimestre.  Ao todo, foram 2,799 mil toneladas (+255,1%), gerando receita de US$ 2,974 milhões (+265,1%).

“O setor exportador de ovos vem experimentando um notável crescimento, que deve ser favorecido com a recente abertura da Argentina e do Chile para ovos in natura. A proximidade geográfica deve ser um fator logístico que impulsionará as vendas para as nações do Mercosul, melhorando ainda mais o desempenho do setor”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.

Primeira ocorrência de PSA nas Américas acende alerta da suinocultura do Brasil

Leia Mais

Exportadores promovem campanha num dos bairros mais movimentados de Tóquio

Leia Mais

Conheça os projetos de apoio à exportação de proteínas brasileiras

Brazilian Pork Brazilian Chicken Brazilian Egg
WordPress Image Lightbox