NOTA ABPA

01/09/2018

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) manifesta sua preocupação com os movimentos em redes sociais, em que determinados grupos apontam para uma possível nova paralisação de caminhoneiros em todo o Brasil.

A ABPA defende o diálogo entre o Governo e as representações dos caminhoneiros na busca por uma solução, diante das reivindicações apresentadas.  O diálogo é parte do jogo democrático e é fundamental para a construção de um caminho que não prejudique a população Brasil.

Ao mesmo tempo, a ABPA  ressalta os riscos para a população e para o País diante de uma nova Greve.  Em maio passado, os produtores da avicultura e da suinocultura pagaram o preço alto,  com a morte de milhões de aves em consequência à falta de ração nas granjas.  O prejuízo superou R$ 3 bilhões, com 167 plantas frigoríficas paradas.  As consequências da desorganização da produção ainda perduram, com um custo de produção mais elevado.  Fábricas foram fechadas.  Empregos foram perdidos.  E a população foi fortemente atingida, com escassez de produtos e aumento de preços.

O direito de manifestação é legítimo, e é fundamental que o diálogo persevere, evitando atitudes extremas, como os bloqueios nas estradas.  A avicultura e a suinocultura do Brasil poderá sofrer consequências insuperáveis diante de uma nova paralisação  O setor apela para o bom senso dos movimentos para que não imponham aos produtores e consumidores um momento gravíssimo e insustentável, como aqueles vividos após o fim de maio deste ano.

Primeira ocorrência de PSA nas Américas acende alerta da suinocultura do Brasil

Leia Mais

Exportadores promovem campanha num dos bairros mais movimentados de Tóquio

Leia Mais

Conheça os projetos de apoio à exportação de proteínas brasileiras

Brazilian Pork Brazilian Chicken Brazilian Egg
WordPress Image Lightbox